[originalmente publicado por Neil Gaiman em 27/07/2016]

Faz muito tempo que eu amo as capas ilustradas por Robert McGinnis. Lembro da primeira que vi (era a capa de OS DIAMANTES SÃO ETERNOS do James Bond, por Ian Fleming, quando tinha nove anos. Eles botaram o pôster do filme como capa do livro, o que me confundiu um pouco porque a trama do livro não era a mesma do filme.) Achei que McGinnis tivesse se aposentado há muito, muito tempo atrás.

Mais ou menos um ano atrás, estava conversando com Jennifer Brehl, que é a minha editora na William Morrow, além de uma das melhores, mais sensíveis e sábias pessoas na minha vida. Tenho sorte em tê-la. Estávamos conversando sobre brochuras e como os editores as negligenciam hoje em dia. Eu me empolguei falando sobre como as capas de brochuras costumavam ser lindas, além de serem pintadas, e transmitir tanta coisa. E como sentia falta das capas dos anos 50, 60 e 70, as que eu colecionava e comprava na aurora dos tempos.

De alguma forma a conversa acabou comigo perguntando se a Harper Collins publicaria uma coleção de brochuras dos meus livros com capas gloriosamente retrô e Jennifer respondendo que sim, eles publicariam.

Alguns dias depois, fui à livraria DreamHaven, em Mineápolis, onde notei um livro antigo com uma capa particularmente lindíssima. “Quem fez isso?”, perguntei para Greg Ketter.

“Robert McGinnis”, ele disse. “Na verdade, temos um livro inteiro sobre a arte do McGinnis.” Ele me mostrou The Art of Robert E. McGinnis. É maravilhoso. Aqui está a capa:

512bibv2be9gl-_sx369_bo1204203200_

Me surpreendi com o quão recente era o livro, publicado poucos meses antes. “Ah sim”, disse o Greg, “Bob ainda pinta. Ele deve ter quase 90”.

(Ele tinha 90 em fevereiro de 2016)

Mandei um recado para Jennifer perguntando se havia a mínima possibilidade de McGinnis estar interessado em ilustrar as capas que queríamos fazer. Ele disse que sim.

Estou sendo tão desleixado com essa novidade. McGinnis havia sim se aposentado, e nem tem um endereço de e-mail, foi só por que o diretor de arte da Morrow havia trabalhado com ele, e ele ficou perplexo com a comissão e…  ROBERT MCGINNIS DISSE QUE SIM.

Ele enviou a primeira ilustração, a de Deuses americanos. É tão perfeita. Agora precisávamos fazer tudo certo com o resto da capa.

Todd Klein, o melhor letrista dos quadrinhos, se juntou a nós para criar a logotipo de cada livro, escolher as fontes e ajudar no design, para fazer com que cada livro pareça ter vindo de uma época específica.

Cada ilustração de McGinnis é melhor do que a anterior. Cada logo e layout de Todd Klein são mais acertados e precisos. Isso tudo é glorioso.

Agora… planejávamos anunciar isso de uma maneira bem mais planejada e organizada. Não vou contar a vocês que livros estamos fazendo, nem mostrar as capas, exceto essa.

Acontece que a série de Deuses americanos da Starz, que está por vir em 2017, criou uma demanda imensa por exemplares de Deuses americanos. Pessoas que nunca leram começaram a comprar para entender do que se trata todo o burburinho. Pessoas que leram há muito tempo atrás e se desfizeram de seus exemplares estão comprando novos para poder reler.

Os livros ficaram esgotados nas editoras.

Então eles correram para publicar a nova edição, que era para sair daqui a alguns meses (o texto é o da edição preferida do autor, caso você esteja se perguntando).

Isso significa que a brochura com a capa nova será lançada bem antes do que era pretendido. E provavelmente já estará na Amazon amanhã.

E eu queria que vocês soubessem primeiro por mim. Vai demorar um pouco até vocês conhecerem as outras capas feitas pelo Robert E. McGinnis (e cada uma delas parece um tipo diferente de livro de uma época diferente). Mas essa é a primeira delas.

Eu e Todd achamos que essa é provavelmente de 1971…

Estão prontos?

 

 

 

 

 

 

 

Certo…

 

 

Aqui vai…

 

americangods2bcover

 

…espere até ver o resto delas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios