[originalmente publicado por Neil Gaiman em 16/10/2015]

Estou escrevendo isso em uma sala lounge, num aeroporto em Cleveland. Você precisa pagar ou ter um cartão de crédito chique para entrar e eu tenho um cartão de crédito chique que nunca usei no fundo da minha carteira, então, oba!, internet de graça e uma xícara de chá.

A última noite foi a minha primeira longe do bebê e da Amanda desde o parto. Hoje falei em um evento acadêmico realizado pela Fundação Biblioteca Pública de Cuyahoga County e a Universidade Case Western Reserve. Gostei de ter falado e controlei minha ansiedade para não ficar sentindo falta do bebê.

Me senti estranho essa manhã: acordei num tipo de pânico numa cama de hotel, me perguntando como eu tinha dormido tanto e por que eu não troquei as fraldas do bebê durante a noite e, ai meu deus, cadê o bebê, ah, sim, estou em Cleveland.

É ASSIM QUE ELE É QUANDO ESTÁ ACORDADO.

Agora, estou num voo de volta para eles.

Nós passamos a última semana vendo parentes idosos ao pôr-do-sol e curtindo o feriado. A vida real (e o outono gelado do nordeste) começam na segunda-feira.

ESTE É ANTHONY. NÓS CHAMAMOS ELE DE ASH PARA ENCURTAR. ELE ESTÁ USANDO UM CHAPÉU NESSES DIAS.

(ainda não recebi um relatório completo sobre o Humble Bundle. Vou postar aqui assim que receber)

MAS HÁ NOVIDADES:

No dia 9 de novembro vou estar no Brooklyn, em uma conversa com Junot Diaz, falando sobre Sandman e outras coisas, e depois vai haver a única sessão de autógrafos da edição de capa dura do Sandman Overture (que será oficialmente lançado no dia 10 de novembro.)

As entradas são gratuitas, mas você deve reservá-las logo: https://neilgaiman.splashthat.com/

No dia 7 de novembro, vou participar de uma conversa com Armistead Maupin, na Bard. Essa será a quarta conversa na Bard que eu faço (Art Spiegelman, Audrey Niffenegger e Laurie Anderson foram os três primeiros.)

Venha assistir um diálogo público entre Neil Gaiman, professor de Artes na Bard, e Armistead Maupin, escritor best-seller e ativista. Maupin é autor de 11 romances, incluindo a série de nove volumes “Histórias de uma cidade” (ou “Histórias de São Francisco”), das quais três foram adaptadas para a televisão com Olympia Dukakis e Laura Linney. Ele e Gaiman vão discutir seus heróis Charles Dickens e Christopher Isherwood, a arte de contar histórias e muitos outros assuntos. O evento faz parte de uma série regular de conversas na Fisher Center, apresentadas pelo professor Gaiman.
Se você estiver por perto, deveria vir. Ingressos e informações em  http://fishercenter.bard.edu/calendar/event.php?eid=129331.

Eu e Armistead em São Francisco no verão.

Há um punhado de outros eventos que vou participar antes de me aposentar de todas as conversas e aparições públicas no fim de novembro e volte a ser escritor em tempo integral por um tempo:

Em 23 de outubro, uma sexta, estarei no Festival Literário de West Virgina, em Charleston, WV. http://wvbookfestival.org/

Na sexta-feira 13 de novembro, estarei no Texas. Haverá mascarados com facões ou um massacre local com uma serra elétrica? Provavelmente nenhum dos dois, dado que estarei falando em Austin, lendo histórias, respondendo perguntas e, de modo geral, me divertindo à beça. É um auditório grande e ainda há uma centena de assentos disponíveis, mas eles estão acabando rápido. http://thelongcenter.org/event/neil-gaiman/

No sábado 14 de novembro, farei a mesma coisa, mais ou menos, só que com palavras diferentes, em Long Beach, CA. (Há uns 20 assentos sobrando, pelo que vejo: http://www.carpenterarts.org/2015-2016/neil-gaiman.html )

THE SLEEPER AND THE SPINDLE chegou aos EUA e (para minha surpresa) está em primeiro lugar na lista de best-sellers da NYT YA. Agora está na terceira semana na lista, e é um livro muito bonito.

O livro maravilhoso da Hayley Campbell de tudo o que você sempre quis saber sobre mim vai sair logo em brochura, com uma capa imitando arte vitoriana que não mostra uma foto minha. Muitas pessoas acharam que a capa dura só tinha desenhos de mim, ou perto de mim ou algo do tipo, então eles deram um título que esclarece o que o livro é e por que.

Se chama “A arte de Neil Gaiman: a história de um escritor com alguma notas escritas à mão, desenhos, manuscritos e fotografias pessoais.” (link.)

O Reino Unido vai receber uma nova edição em capa dura de BELAS MALDIÇÕES, uma capa nova linda para O OCEANO NO FIM DO CAMINHO e também uma (fisicamente) edição minúscula de COMO O MARQUÊS RECUPEROU SEU CASACO, para dar ao pessoal no Reino Unido que tinham a edição preferida do autor de “Lugar nenhum”, só vendida nos EUA por uma década e que tinha a história do Marquês atrás.

Vi as novas capas de OCEANO e MARQUÊS no Twitter hoje de manhã e tenho prazer e postá-las aqui:

E, uma nota final, a última parte de Sandman Overture foi lançada, as pessoas leram e os reviews são muito gentis. Eu vi https://comicspectrum.wordpress.com/2015/10/12/sandman-overture-6-dcvertigo/http://www.ign.com/articles/2015/09/30/the-sandman-overture-6-review
http://www.comicosity.com/review-sandman-overture-6/ e http://www.comicbookresources.com/comic-review/the-sandman-overture-6-vertigo e quando eu li os reviews, senti que as pessoas realmente entenderam o que JHW3 e eu estávamos tentando fazer, e nós de fato conseguimos, apesar dos pesares.

É uma sensação estranha a de revisitar uma história e personagens que você criou há quase 30 anos atrás, e tentar adicionar camadas, de modo que se alguém relê a história original, vai ver eventos e personagens que achou que conhecia tão bem quanto conhece a si próprio, mas em uma luz diferente.

Consegui chegar ao pôr-do-sol.

Anúncios